1º Dia

O que é o Milagre?

“Aos que crerem será dado o poder de fazer estes milagres…”. Marcos 16:17

  • Facebook
  • Instagram

Conforme o Dicionário Michaellis da Língua Portuguesa, o verbete milagre pode significar: fato ou acontecimento fora do comum, inexplicávelpelas leis da natureza, ou ainda uma manifestação ou intervenção divina na vida humana, tendo sua raiz etimológica do latim miraculum, que significa maravilha.

No hebraico mowphet – que pode significar demonstração de poder, ou também algo de rara beleza, ou no grego dunamis – que pode significar energia, poder e excelência, o milagre fala do encontro de duas dimensões, quando aquilo que é celeste invade o que é terreno.

Não existe milagre humano, se é humano não é milagre, pois o milagre supõe o limite, a impotência, a dependência de uma das partes, o milagre é o impossível se tornando possível, não pela via da capacidade ou da superação pessoal, mas por um caminho improvável, não através da disciplina ou boa vontade humana, mas pela providência divina.

O milagre é o além, é o algo – ou muito – a mais, é quando algo que é inatingível pelo natural, se torna tangível pela intervenção sobrenatural. É a interação do divino com o humano, é o encontro da necessidade com a provisão, da enfermidade incurável com a cura, da morte com a ressurreição, da fé com o favor divino, do céu com a terra.

A palavra milagre pode ter muitos significados, nos mais diversos idiomas, mas só pode ser compreendido por quem o vive, por quem o experimenta. A verdadeira compreensão do milagre não pode ser capturada pela razão através de dogmas e argumentos, apenas pela via da fé e da vivência de quem necessitou de uma intervenção do céu e a obteve.