38º Dia

Quando o Milagre Incomoda

“Então os chamaram e ordenaram duramente que não falassem nem ensinassem nada a respeito de Jesus.  Mas Pedro e João responderam: — Os senhores mesmos julguem diante de Deus: devemos obedecer aos senhores ou a Deus?  Pois não podemos deixar de falar daquilo que temos visto e ouvido.” At 4.18-20

  • Facebook
  • Instagram

Pedro e João curaram um enfermo diante o templo, um homem que vivia à margem da sociedade e era execrado por todos, mas que agora tem a sua saúde e a sua dignidade restaurada. Motivo de fé, júbilo e alegria? Não para todos. Alguns ficaram extremamente incomodados com o milagre, sobretudo alguns “religiosos”. O que deveria ser uma ocasião para estarem maravilhados, deixou muitos extremamente aborrecidos.

            Isso ainda acontece hoje, talvez ainda com maior frequência, só que mais disfarçadamente. Ainda existem os sepulcros caiados que se incomodam com o milagre alheio e que ridicularizam a fé do outro.

            Então os religiosos incrédulos pressionaram os homens de Deus para que parassem com aquela mania de milagres, e que nunca mais mencionassem o nome daquele tal Jesus.

            Porque tal sentimento?

            O milagre causa desordem, pois desestabiliza a ordem deste mundo caótico, trazendo a ordem do Reino para esta dimensão, e na ordem do Reino o maior serve o menor, o perdão é padrão, a verdade é estatuto e a justiça é certeira.

            Pedro e João não se intimidam com a ordem e a força dos poderosos, antes, se comprometem em continuar o mover e o testemunho de milagres, assim nós também hoje, devemos prosseguir em clamar e proclamar. O milagre não pode parar!